sábado, 30 de novembro de 2002

Cinema e música
Essa valsa de Strauss que comentei agora, Ondas do Danúbio, me lembra um belo filme de Emir Kusturica: Quando papai saiu em viagem de negócios (1985, Palma de Ouro em Cannes). A história se passa nos anos 50 na Iugoslávia e é contada do ponto de vista de um menino, que toca essa música no violino. O pai dele é preso por causa de intrigas políticas e ao garoto é dito que ele está viajando.

Dezoito dias

Miguel dançou a primeira valsa: Ondas do Danúbio, uma das mais lindas de Strauss. Do CD Valsas Vienenses para Bebê, presente da amiga Simone. O par dele foi o papai aqui, e os passos tavam mais pra forró, mas ele gostou bastante. Mãe Laura e vó Nilza, que faziam um lanche, quase engasgam com os biscoitos de tanto rir.

De manhã fomos passear na feirinha de produtos orgânicos da Lagoa da Conceição. Encontramos Jeffrey e a linda Dora, de três anos. Há poucas semanas ela tinha visto a gente na praia e Laura tava com a barriga enorme. Hoje ficou impressionada de ver o neném no carrinho e de a barriga ter sumido.

Enquanto eu esperava elas fazerem as compras, parei o carrinho de Miguel ao lado de uma mesinha de pedra na pracinha. Três crianças de seus cinco ou seis anos batiam papo. Pesquei esse trechinho:
- Eu devia tar na segunda série, mas tou só na primeira.
- Por quê?
- Rodei no prezinho.
- Nunca ouvi falar de ninguém rodar no prezinho.
Eles levantaram e saíram correndo antes que eu soubesse a conclusão do papo. Se é que precisava ter alguma.

sexta-feira, 29 de novembro de 2002

Fim de governo
Uma amiga que trabalha num Ministério em Brasília conta como anda o clima por lá: "Hoje o telefone tocou quatro vezes aqui na assessoria. Três eram engano".

quinta-feira, 28 de novembro de 2002

Cearenses

Duas curtinhas que ouvi no Ceará, um celeiro brasileiro de bom humor:

Seu Lunga tá deitado com a mulher e ela começa a se sentir mal. Fala pra ele:
- Lunga, tá me dando uma coisa.
- Recebe.
- Mas é uma coisa ruim, Lunga!
- Então devolve.

(essa é melhor contando ao vivo)
A mãe diz pro menino:
- Meu filho, chama seu pai pra dentro.
Ele, chupando a respiração, grita: - Paaaaai!!!

Aqui tem mais

Racismo no Brasil (2)

O Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos) lançou este mês um boletim especial com a pesquisa A desigualdade racial no mercado de trabalho. É um documento essencial pra quem se interessa pela realidade brasileira e sonha com um país melhor. O estudo mostra que os pretos e pardos recebem metade do rendimento dos brancos, em média. Há alguns indicadores eloqüentes. Em 1998 o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano, indicador criado pela Organização das Nações Unidas) do Brasil foi calculado em 0,748, ficando em 74º lugar no ranking mundial. Esse índice coloca o Brasil entre os países de desenvolvimento humano “médio-alto”. Quando o IDH brasileiro é desagregado para as populações branca e negra, os valores encontrados são bem diferentes. Entre os brasileiros brancos, atingiu 0,796. Se fosse considerada só esta parcela da população, o Brasil estaria em 48º lugar no mundo, classificado entre os países de desenvolvimento humano médio-alto. Já o IDH da população negra brasileira foi calculado em 0,680. Considerando somente esta parcela da população, o Brasil despencaria para a 108ª posição e estaria entre os países de desenvolvimento humano médio-baixo, como Zimbábue e Lesoto. O boletim do Dieese está disponível em arquivo pdf no site do Observatório Social.

Racismo no Brasil (1)

Excelente a reportagem de capa da última Carta Capital: O Brasil em preto-e-branco. Ainda não tá no site deles, mas se você quiser dar uma força à melhor revista semanal do país, compre na banca. Quem assina o texto é Hélio Santos, doutor em Administração pela USP e autor do livro A busca de um caminho para o Brasil, que propõe alternativas para superar esse pesado carma coletivo. Ele defende o desenvolvimento de uma tecnologia específica para superar a exclusão. Mais que um mutirão pela cidadania dos excluídos, a idéia é criar um modelo de auto-sustentação nacional, forte o suficiente para vencer uma inércia de meio milênio. Essa reportagem devia ser lida e debatida em todas as escolas brasileiras.

quarta-feira, 27 de novembro de 2002

Vínculo

Hoje à tarde eu segurava Miguel no colo depois de uma mamada. Pela primeira vez nesses 15 dias fora do útero, ele me encarou bem demorado. Ficamos assim, olhos nos olhos, namorando por uns bons 15 minutos. Me pareceu todo o tempo do universo.

Logo depois do nascimento, Miguel reconheceu a minha voz, que ele ouvia quase todos os dias durante a gravidez de Laura. Agora, uma faísca de compreensão em seu rosto me mostra que ele associa a voz ao rosto e ao cheiro. O mundo caótico começa a fazer algum sentido. Pra ele e pra mim :-)

O mar é o tema da decoração que comemora a chegada de Miguel. Quadrinhos na parede, pinturas nas fraldas, potinhos decorados e outros mimos feitos pela titia Ana Tuyama. Se ele puxar ao pai, vai aprender a engatinhar e a andar na beira da praia.




terça-feira, 26 de novembro de 2002

Ouvindo

Life is what happens to you
when you´re busy making other plans
Beautiful, beautiful, beautiful
beautiful boy


(John Lennon)

segunda-feira, 25 de novembro de 2002

Onírico
Hoje sonhei com os deliciosos biscoitos amanteigados que eu comia na casa de um amigo de adolescência em Natal, enquanto estudávamos pro vestibular. Eram feitos pela avó dele, se não me engano. Curiosas essas gavetinhas do inconsciente. Eu não pensava nisso há 18 anos. Biscoitos amanteigados...

Flash Award 2002
Linda animação, cheia de referências a pintores e artistas plásticos.
[via Frank]

domingo, 24 de novembro de 2002

Parquinho legal

Hoje Miguel deu o primeiro passeio de lazer - as outras duas saídas foram de obrigação, pra tomar vacinas e ir à consulta médica. Fomos ao parque ecológico do Córrego Grande. Belo lugar, a menos de 2 km daqui de casa. Tem trilhas na mata nativa, brinquedoteca, fraldário, parquinho infantil, tanque com tartarugas, viveiro de árvores frutíferas, laguinho pra pesca esportiva, muitos passarinhos livres... Assistimos a um espetáculo inesperado: o ensaio de um coral da igreja Luterana. Ele dormiu o tempo inteiro e só acordou pra mamar. Mas pela expressão de seu rosto, deve ter tido sonhos doces.
*
Tudo ok na consulta. A pediatra do H.U., Maria Fernanda, disse que Miguel vem ganhando em média 38 g por dia.
*
Tio Magrão e tia Elô visitaram o pequeno ontem. Ficaram com os olhinhos brilhando, cheios de idéias. Magrão acha que ele vai ser surfista quando crescer.
*
Da série "pensamentos aleatórios": se fabricassem um perfume com cheiro de neném, ia fazer o maior sucesso.

"Um começo é um momento muito delicado."
De Duna, roteiro de David Lynch baseado no romance de Frank Herbert


quinta-feira, 21 de novembro de 2002

Giorgia me conta que 2002 é regido pelo Arcanjo Miguel

"Um ano regido pelo Arcanjo do sol tem a luz como principal característica. A luz é a essência do Criador, a explosão de amor que tornou possível a nossa existência. A ação do Arcanjo Miguel tem, portanto, a força da verdade, que se distribui como a luz e o calor do sol por toda a humanidade, de forma especial durante o ano de 2002.

"Evocar sua proteção é fazer-se responsável por distribuir esta verdade em forma de caridade, justiça social, amor, compreensão e luta pelo Bem, sem discriminação. Assim age a poderosa energia deste Arcanjo em todos os setores de nossa vida: trabalho, família, empreendimentos, saúde, prosperidade, amor... não há departamento em que ele não se manifeste, abre luminosos caminhos para quem nele confia.

"Para todas as dificuldades, apresenta solução; para todos os justos desejos, a satisfação. O Arcanjo do Sol tem sua força potencializada no domingo, que é o seu dia, e com as cores que vão do amarelo ao laranja em flores, velas, enfeites e roupas. O topázio amarelo, as jóias e os adornos em forma de sol trazem, pela evocação constante, a necesssária confiança aos que os usam na busca de seus ideais."

"Mas o principal é orar o salmo do Arcanjo Miguel - 118 (hebreus), mentalizando os desejos, concentrando a poderosa energia que vem dele, buscando levar a todos sua luz, que traz amor, prosperidade, progresso, felicidade e união com a força Divina!"

[Agenda Cabalística 2002, Sônia Adhariass Soares, Ed Ativa/M]

Nove dias de vida extra-uterina. Miguel tá adorando. Por enquanto seus interesses se limitam ao essencial: mamar, dormir, fazer cocô e chorar quando seus desejos não são atendidos. Em certas coisas o reizinho me parece bem precoce. Quando ele passeia no nosso colo, gosta de girar a cabeça e observar os objetos pela casa. Seu pescocinho é mais firme que os da maioria dos recém-nascidos que conheci. Ele fica mais bonito a cada dia. Nossas vidas se transformaram por completo. Ainda nem tenho consciência completa da dimensão disso. O ego passa por uma metamorfose. A descoberta do amor incondicional é maravilhosa e me faz crescer. Alguns sinais coditianos de mudança: tenho acordado cedo de bom humor, tou dirigindo mais devagar e fico louco pra chegar logo em casa depois do trabalho.

segunda-feira, 18 de novembro de 2002

Miguel news - telegráficas

Hoje, aos seis dias de idade, Miguel fez o primeiro passeio. Foi ao centro de saúde do Saco dos Limões tomar vacina BCG, Hepatite B e fazer o teste do pezinho. Duas horas de espera (dormindo), três picadas e muito choro, mas logo se acalmou.
*
Na hora do teste do pezinho, a enfermeira se admirou da potência do chute do bichim. Talento precoce?
*
Falar em futebol, titio Rubinho deu a ele um mini-uniforme completo do Sport Club do Recife, o "Leão do Norte".
*
Hits da gravidez: Bach e Uatki - não lembro o nome das faixas agora. A música acalma mesmo. Só não funciona quando ele tá com fome. Aí é o maior o berreiro e ele só fica tranqüilo com o peito da mãe :)

domingo, 17 de novembro de 2002

Pra guardar com carinho
Esta mensagem de felicitações é especial. Foi enviada pela doce amiga Giki e é dirigida ao neném. É a primeira carta de amor que ele recebe.


Miguel,

parabéns pela tua chegada!

Que tu és um menino muito sortudo a gente já sabia: conheço teu pai e tua mãe faz muito tempo e sei as jóias raras que eles são. Vão te ensinar tanto, e tanta coisa bonita da vida, podes ter certeza. Claro, a gente sabe que tu vais ensinar coisa pra caramba pra eles, também. Aliás, a essas alturas já deves ter dado um belo intensivo de beleza-e-magia-da vida nos dois, que com certeza estão em estado de graça. A gente vai deixar tu e a tua mamãe descansarem um pouco e daqui a um tempo a gente vai te conhecer. Te prepara pra conhecer a tribo das pessoas que amam e admiram os teus pais por aqui, Miguel. Vai ser um desfile e tanto. Ver a vida pelas mãos da Laura e do Dauro vai ser uma grande e linda aventura. Já deves ter sentido o ar da primavera na pele e na tua primeira abrida de olhos o carinho do sol que fez nessa tarde em que tu nasceste. Sabes, eu tava ali bem pertinho, cortando o cabelo no shopping Trindade, e por volta da hora em que tu nasceste uma senhora olhou pela janela e disse: "Puxa, mas que dia lindo!" Olhei pela janela e concordei. Obrigada, Miguel, por mais essa: nos trouxeste a primeira luz do verão da esperança. Benvindo a este lado da vida, queridinho.

Laura, minha lindinha, Dauro querido, que alegria!!!!!!!
Com amor, Giki

sexta-feira, 15 de novembro de 2002

Este é o gatão Miguel tirando um cochilo em casa ontem de tarde, quando chegou da maternidade.




Agradecimentos (2)

Agradecemos de coração as felicitações pela chegada de Miguel, vindas de Florianópolis, Amiens (França), Amsterdam (Holanda), Ansbach (Alemanha), Atlanta (EUA), Barcelona (Catalunha, Espanha), Blue Mountain (Austrália), Brasília, Boston (EUA), Cabo Frio (RJ), Copenhagen (Dinamarca), Curitiba, Los Angeles (EUA), Cambridge (Inglaterra), Fort Lauderdale (EUA), Fortaleza, João Pessoa, Le Mans (França), Luanda (Angola), Natal, Niterói, Oslo (Noruega), Port of Spain (Trinidad e Tobago), Portland (Maine-EUA), Porto Alegre, Praga (República Tcheca), Recife, Rio de Janeiro, Rolim de Moura (RO), Russas (CE), Saint Louis (EUA), Salvador, San Martin de los Andes (Argentina), Santiago (Chile), Santos, São José (SC), São Paulo, Sydney (Austrália), Toronto (Canadá), Vancouver (Canadá) e outros lugares do planeta azul.


Um abraço carinhoso aos amigos e parentes que telefonaram, mandaram e-mails e nos visitaram até o momento. Desde já peço desculpas pelas omissões e esquecimentos dessa lista parcial. O papai aqui tá com mil pensamentos na cabeça e um monte de novas tarefas domésticas pra fazer. Sabemos também que muitos não entraram em contato, mas estão com a gente em pensamento nesta hora feliz. Valeu,


Adauri Antunes Barbosa, Aderbal Filho, Ademir Demarchi, Admilson Casé, Adriana Martorano, Adriane Canan, Aglair Bernardo, Aidan Doyle, Alexandre Camargos, Alexandre Gonçalves, Alexandre Michels e Cecilia Marió, Alfredo Casa, Aline e Gustavo Cabral, Aluízio Amorim, Ana Maria Tuyama Angheben, Luimar Angheben, Amanda, Pedro e João, André Alves, André Gassen, André Veras, Andréia e Beatriz Rodrigues Veras, Andrew Cameron, Ângela, Antonio Carlos 'Caco' dos Santos, Renata e Clara, Antonio Rocha Júnior, Hideharu Augusto Tuyama, Bárbara Leal, Berê Biachi, Beth e Javier Parada, Butch, Camilla Sá Freire da Silva, Camillo Veras, Regina e Bruna Luna Veras, Carlos Locatelli e Raquel Mombelli, Carlos Kober, Carlos Tuyama, Cristina, Camilla e Eduardo Tuyama, Cecília, Celso Martins, Cezar Revoredo, Chico Faganello e Luiza Lins, Chico Sander e Luciana, Claudia Repsold, Clemente Manz, Clóvis Scherer, Cynara e Mauro Martini, Darlene Costa, David Levin, David Perez, Debbie, Débora Timm de Carvalho, Denia Bittencourt, Denise, Dianne Jackson, Diógenes Botelho e Adriane, Dubes, Dulce Márcia, Eduardo Gomes, Eduardo Mira, Elisabete e Antônio, Émerson 'Tomate' Gasperin e Christiane 'Nega' Balbys, Etemístocles Bertoldo, Elaine e Luís, Fábio Brüggemann e Heloísa Espada, Fabiano Morais, Fábio Gadotti, Fábio Giorgio, Fábio 'Mutley' Bianchini, Fernanda Medeiros, Fernanda Zacchi, Fernando Goss, Flávio Ferreira, Fliti e Lúcio Lambranho, Frank Maia e Ana Paula Lückmann, Gabriela Véras, Geilton Costa da Silva, Germain Bustos Pérez, Gerônimo Brumatti, Gilka Girardello e Jeffrey Hoff, Giorgia Sena Martins, Gisele 'Megui' Losso, Gonzalo Pereira, Gustavo Gadelha, Hélène Chambe Eng e Eirik Eng, Hélio Matosinho e Joana, Henio Bezerra, Henrique Búrigo, Herval Carrilho, Hugo Manso, Imara Stallbaum e Mafalda, Jakzam e Tetê Kaiser, Karen Brouwer, Katia Maia, Kjersti, Erik e Marion Lunde, Kristian e Marianne Foss, Janara Veras, Gabriela, Gabriel e Vinicius, Jeanie Beani, Jesper Nilsen, Geraldo Hoffmann e Simone, João Camillo, Valcelene e Christiane, João Augusto Dantas, João Vianney e Márcia, Joca Wolff e Valéria Mattos, Joice Sabatke, Jorge Augusto Güenul, Carmen, Juliana y Yara, Juliana Farias, Júlio Gurgel, Kátia Klock, Leo Sperb e senhora, Leonardo Camillo e Vanessa Schultz, Leslie Paas, Lígia e Celso, Lotus, Luciana da Costa, Luís Carlos Ferrari e Suely Figueiredo, Luís Pereira, Luís Oléa, Luiz Stefanes e Simone, Ma Junê, Mafaldo Júnior e Norma, Maiara Medeiros, Marcelle Minho, Marcello Castro, Marcelo 'Pato' de Andrade, Marcelo Spina, Marco Silva e Mea, Mardônio Veras, Margarida e Robério Seabra de Moura, Maria das Graças, Marialice de Moraes e Zé Edu, Maria e Raúl Burgos, Maria Luiza Araújo, Maristela, Marli Henicka, Marques Casara e Tatiana, Maurice Bazin, Maurício Oliveira e Cristiane Miranda, Michel Fauquet, Morgana Barbieri, Nando Pereira, Nara Pimentel, Nelson Jacomel Júnior, Neodir e Cris Comunello, Nynne Livbjerg, Nilva Bianco, turma do Observatório Social, Pablo Prudêncio, Paulinho e Dione, Philip Blazdell, Saskia de Boer e Max Blazdell, Phillip Roxburg, Regina Carvalho, Rejane Andrade, Ricardo Barreto, Ricardo Medeiros, Vera Dias e Gabriela, Ricardo, Ilana e André Szpilmann, Ricky Weigand e Aninha, Rogério 'Magrão' Mosimann e Elô, Romir Rocha, Ronaldo Rosa, Rosana, Rosane Lima, Rubinho Chaves Vargas e dona Estela, Rui Andrade, Sérgio Ricardo, Sérgio Vignes, Silvânia Pedrosa e Julio Miguel Piroh, Silvia Pavesi, Silvio da Costa Pereira, Simone Lucena, Sônia Tuyama, Antônio Gerassi Neto, Corina e Estéfano, Sônia Maluf, Suerda Veras Pedrosa, Tereza Cristina Pereira Barbosa, Ulysses Dutra, Valmor Fritsche, Victor Eduardo Scarabel, Vilma Lúcia, Wilson Cruz de Magalhães, Yan Boechat, Zé Dassilva e Thaís, Zé Gatti.

Agradecimentos (1)
Em primeiro lugar, ao Pai do Universo e Mãe Natureza, pela generosidade em nos dar o presente da vida. Aos nossos pais, que deram o exemplo de como educar filhos com sabedoria. Em especial à mãe de Laura, dona Nilza, que veio nos dar uma força preciosa nessas primeiras semanas. Aos nossos irmãos, que experimentaram primeiro e nos estimularam a encarar essa viagem. Aos amigos, principalmente os papais e mamães corujas, que deram grande incentivo. Um abraço afetuoso à equipe da maternidade do Hospital Universitário, impecável no profissionalismo, no afeto e no respeito ao ato de nascer. Enfim, à humanidade com quem compartilhamos o destino, por existir e nos dar esperança.

terça-feira, 12 de novembro de 2002

EXTRA! EXTRA!

Nasceu neste 12 de novembro de 2002 às 15h13min em Floripa o meninão Miguel Tuyama Veras da Silva. Veio com 3,780 kg, 50 centímetros, olhos puxados e uma vasta cabeleira negra. O parto foi natural, de cócoras, na maternidade do Hospital Universitário da UFSC. Mamãe Laura e o baby estão ótimos e não se largam. Papai Dauro, ainda emocionado com tudo, não pára de rir. Vim em casa só tomar um banhozinho e já volto pra passar a noite na maternidade. Fotos e mais novidades em breve.

domingo, 10 de novembro de 2002

Dia branco
Domingo de chuva, 15 graus em Floripa. Belo dia pra ficar em casa vendo vídeo debaixo das cobertas, ler um bom livro e, quem sabe, ir à maternidade ter um filho.

sábado, 9 de novembro de 2002

quinta-feira, 7 de novembro de 2002

Você já tem compromisso pra janeiro?
Vem aí o Fórum Social Mundial 2003. Um dos eventos mais importantes da luta contra a ditadura do pensamento único vai acontecer em Porto Alegre, de 23 a 28 de janeiro. É uma mega-festival de diversidade. Se há algo parecido no século 21 com o que representou a simbologia de Woodstock nos anos 60 é este encontro. No ano passado participaram 60 mil pessoas. Este ano estão sendo esperadas 100 mil, entre políticos, artistas, pesquisadores, músicos, punks, monges budistas, gays, índios, avós da praça de maio e muitas outras tribos do planeta. O ponto em comum entre todos é a crença no sonho de que um outro mundo é possível.

segunda-feira, 4 de novembro de 2002

Quase na hora
Hoje Miguel completa 39 semanas. Olha só a cara feliz de mamãe Laura.

Foto Leslie Paas

Banzo culinário 2
Delícias amazônicas da minha infância - morei em Manaus dos cinco aos sete anos:
- pirarucu (o "bacalhau brasileiro")
- tucunaré assado na escama
- tambaqui cozido
- tacacá
- pato no tucupi
- farinha d´água

domingo, 3 de novembro de 2002

Banzo culinário
A tapioca de sábado me avivou a memória afetiva pra comida nordestina. Algumas que mais sinto falta aqui no Sul:
- cuscuz
- carne-de-sol com manteiga de garrafa
- paçoca com feijão de corda
- castanha de caju
- pitomba
- suco de mangaba
- caranguejo
- queijo de manteiga
- sequilho
- alfinim


Lendo e adorando: Shantala

ShantalaComprei este livro de Frédérick Leboyer depois da recomendação enfática de Tomate e Blue, dois amigos que são pais recentes. Valeu cada centavo. Com um estilo simples e poético, ele dá dicas precisas sobre a técnica indiana milenar de massagear bebês. Casamento perfeito entre ciência e tradição. Tenho certeza que o mundo seria um lugar muito mais feliz se todos tivéssemos ganhado massagem da mãe quando bebês.

Editora Ground, 168 páginas, 28 reais

sábado, 2 de novembro de 2002

Banner novo
Tirei a foto na praia de Ponta das Canas. Em geral gosto mais de mar grosso, mas essa é uma das minhas praias preferidas na Ilha quando tou a fim de nadar. Água morninha e tranqüila, visu de cartão postal.

Água na boca
Hoje matei a vontade de uma das comidas que tenho mais saudade da culinária nordestina: tapioca. O restaurante da Cida Baiana, na Lagoa, abriu um café rural & tapiocaria. Delícias e mais delícias. Minha meta é, aos poucos, experimentar todo o cardápio.

Loucos
Bernard Shaw, citado por Millôr:
''Todo homem sensato aceita o mundo como ele é. Só os loucos tentam reformar o mundo. Portanto todo progresso depende dos loucos''.

sexta-feira, 1 de novembro de 2002

As Sem-Razões do Amor

Carlos Drummond de Andrade

Eu te amo porque te amo,
não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.

Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.